Blog

Quais são os sinais que indicam a fecundação?

por artmedicina em Curiosidades em Infertilidade em Saúde
Nenhum Comentário

A gestação é um verdadeiro retrato da perfeição (e imprevisibilidade) biológica.

 Para algumas pessoas ocorre de maneira fácil – inclusive, muitas vezes inesperada, “no susto”. Para outro grupo o percurso é mais árduo, mas não impossível de ser concluído.

 É por isso que a ArtMedicina oferece tratamentos com médicos especialistas na área de reprodução humana.

 No processo da gravidez, uma das etapas mais significativas é a fecundação: o momento em que o espermatozoide se funde ao óvulo, dentro do útero.

 Juntos, espermatozoide e óvulo formam o zigoto: a primeira célula do novo ser humano. É ali que a gestação se inicia – e o corpo começa a dar sinais.

 Tais indícios nem sempre são percebidos com facilidade. Mas conhecendo-os pode ser mais simples de identificá-los durante o período fértil.

 Os sintomas costumam aparecer entre quatro e seis dias após a fecundação, depois que o zigoto é implantado na parede de útero. Tal processo é chamado de nidação.

 Sabe aquele famoso hormônio da gravidez, o HCG? Pois bem, ele começa a ser produzido pelo corpo após essa implantação completa.

 Depois desse processo, a mulher pode apresentar leve dor de cabeça, cólicas leves e pequena quantidade de sangramento rosado.

 Esses incômodos pós-fecundação são provenientes da danificação de vasos sanguíneos da parede do útero no local onde o zigoto se fixa (e torna-se embrião). Geralmente acabam em dois ou três dias.

 Mais sintomas aparecem apenas futuramente, em média na quarta semana após a fecundação.

É nessa fase que a gestação para a ser pressuposta através dos sinais do corpo:

– Alteração no apetite;

– Atraso menstrual;

– Aumento no sono e cansaço;

– Cólicas;

– Enjoos e vômitos;

– Inchaço abdominal;

– Salivação excessiva;

– Sensibilidade e inchaço das mamas.

 Ainda que a mulher apresente todos os sintomas, é imprescindível fazer um teste que comprove a gravidez. O teste é recomendado após o primeiro dia de atraso menstrual.

 Os testes mais comuns (urina e sangue) detectam o nível do hormônio HCG. Por isso é importante que seja feito no tempo certo, uma vez que este só é produzido depois de aproximadamente cinco dias após a fecundação e pode ser difícil de detectar a princípio.

 Atente-se ao tempo certo para fazer o teste

 Quando a ansiedade faz com que a mulher antecipe o teste antes que a menstruação atrase, é muito comum que o resultado seja falso negativo.

 O mais utilizado de todos, se feito no período certo, o teste de farmácia (urina) chega a ter eficácia entre 95% e 99%. Ou seja, raramente apontará um falso positivo.

 O exame de sangue oferece mais precisão – detecta HCG em concentrações até 20 vezes menores do que o teste de farmácia.

 Já o ultrassom, outro tipo de exame, também pode (e deve!) ser realizado. De modo geral, o pré-natal é iniciado por essa etapa. Através do exame de imagem é possível observar o saco gestacional (entre a 4ª e 5ª semana).

 Todos os sintomas do período após a fecundação devem ser observados com cuidado.

 Consulte sempre o ginecologista e especialista em reprodução humana para acompanhar o processo e auxiliar dentro das possibilidades.